Aniversariante do dia: Heather Locklear

Divulgação

Musa dos anos 80 e 90, Heather Locklear comemora hoje 56 anos. Nascida em Los Angeles, Califórnia, Locklear estreou como atriz em 1980, em breve participação na série CHiPs. O salto para a fama aconteceu no ano seguinte, ao ser escalada pelo produtor Aaron Spelling – que se tornaria um recorrente parceiro profissional -, como a voluntariosa Sammy Jo Dean na segunda temporada do novelão Dinastia (Dynasty). Continuar lendo Aniversariante do dia: Heather Locklear

Anúncios

Charlize Theron é alta voltagem em Atômica

Fotos – Universal Pictures

Mad Max: Estrada da Fúria não rendeu a Charlize Theron uma indicação ao Oscar de melhor atriz, mas sua atuação irrepreensível como Furiosa no filme de George Miller, além de a consolidar como uma das melhores estrelas de ação do cinema contemporâneo, fez a produção de Atômica (Atomic Blonde, EUA, 2017) acontecer. O filme, um projeto desenvolvido pela atriz por cinco anos através de sua produtora a Denver and Deliah, chegou às telas brasileiras na quinta-feira. Na adaptação da HQ Atômica: A Cidade Mais Fria de Anthony Johnston com artes de Sam Hart, Theron é Lorraine Boughton, espiã do MI6 enviada a Berlim em 1989, as vésperas da queda do muro, para investigar o assassinato de outro espião, e recuperar uma lista de agentes duplos que foi roubada. Em meio a isso, Lorraine precisa lidar com aliados e inimigos com comportamentos dúbios. Continuar lendo Charlize Theron é alta voltagem em Atômica

Nostalgia: Fome de Viver

Fotos – Warner

Pela eternidade Miriam Blaylock colecionou amores, os substituindo a medida que a juventude deles se perdia. Protagonista de Fome de Viver, a personagem imortal – nunca chamada de vampira ao longo do filme -, ganhou a representação icônica da musa francesa Catherine Deneuve. Pertencente a uma linhagem egípcia, Miriam – que para todo o sempre manteve sua beleza -, tem a companhia de John Blaylock, interpretado pelo saudoso ícone pop David Bowie, falecido em 10 de janeiro de 2016. Transformado por Miriam, ele precisa dormir por seis horas e se alimentar de sangue humano uma vez por semana para permanecer jovem. Problemas de insônia o levam a uma rápida decadência física, e a procurar a cientista Sarah Roberts (Susan Sarandon), notória por desenvolver um estudo avançado sobre a relação entre sono, juventude e uma utópica imortalidade. Não apenas John cruza o caminho da doutora, mas também Miriam. Esse encontro dará origem a uma forte atração entre as duas. Continuar lendo Nostalgia: Fome de Viver

Feud: Jessica Lange & Kim Basinger – Uma rivalidade velada

Fotos – El Pais / Universal Pictures

Atualmente interpretando Joan Crawford na série Feud – que mostra a rivalidade de Joan e Bette Davis, e as duas sendo manipuladas por imprensa e executivos de Hollywood -, Jessica Lange teve fora das telas uma disputa com Kim Basinger que marcou os anos 70 e 80. Lange trabalhava como modelo em Nova York quando conseguiu sua primeira oportunidade nos cinemas, a aventura King Kong (1976). Produzido por Dino De Laurentiis, o filme atraiu a atenção de diversas jovens atrizes, entre elas Kim Basinger. Modelo da Ford Models, Basinger sempre teve o sonho de ser uma estrela de cinema. Fez teste para Kong e perdeu o papel para Jessica. Foi sua primeira decepção profissional. Continuar lendo Feud: Jessica Lange & Kim Basinger – Uma rivalidade velada

Música de cinema: 9 to 5 – Dolly Parton (Como Eliminar Seu Chefe)

comoeliminarseuchefe_01
Fox

Clássico dos anos 80 e da Sessão Tarde, Como Eliminar Seu Chefe (9 to 5, EUA, 1980) traz Jane Fonda, Lily Tomlin e Dolly Parton como três colegas de trabalho, Judy, Violet e Doralle, que unem forças contra o chefe abusivo e sexista Franklin (Dabney Coleman). Além de colocá-lo no lugar que merece, as três constroem uma verdadeira amizade. A ótima comédia dirigida por Colin Higgins, roteirista de Ensina-me a Viver, marcou a estreia da cantora Dolly Parton no cinema, que aceitou atuar no filme com a condição de escrever e cantar a música tema. Assim nasceu 9 to 5, canção que alcançou a primeira posição na Billboard Hot 100, conquistou dois prêmios Grammy, e indicações ao Oscar e Globo de Ouro, que nomeou Parton melhor atriz e nova estrela do ano.

Continuar lendo Música de cinema: 9 to 5 – Dolly Parton (Como Eliminar Seu Chefe)

Teaser promissor de Blade Runner 2049

Sequência de um dos maiores clássicos do cinema, Blade Runner 2049 chega aos cinemas brasileiros em 5 de outubro de 2017. O primeiro teaser do aguardado filme foi lançado ontem, e deixou ótima impressão.

Continuar lendo Teaser promissor de Blade Runner 2049

Daryl Hannah: Ícone pop

daryl_hannah_01
Hannah em Sense8 / Netflix

Musa dos anos 80, a sereia Daryl Hannah nasceu em Illinois, Chicago, em 03 de dezembro de 1960. Ainda na infância foi diagnosticada, como ela afirmou a revista People em 2013, “no limite do autismo”. Tímida, aos 17 anos se mudou para Los Angeles. Começou a estudar atuação e balé na Universidade do Sul da Califórnia. Estreou nos cinemas em 78 no horror A Fúria de Brian De Palma. Em 81 atuou com Kim Basinger no drama Hard Country. O primeiro grande papel viria no ano seguinte, a replicante Pris do clássico Blade Runner – O Caçador de Androides de Ridley Scott. Em 84 formou par com Mickey Rourke em Nos Calcanhares da Máfia, e protagonizou ao lado de Tom Hanks seu maior sucesso comercial: Splash – Uma Sereia em Minha Vida. O filme dirigido por Ron Howard marcou a estreia da Touchstone Pictures, divisão da Disney para lançamento de filmes “mais adultos”.

Continuar lendo Daryl Hannah: Ícone pop

Música de cinema: Our Love – Michael McDonald (Sem Perdão)

richardgere_kimbasinger_semperdao
Sony Pictures

Parceria do cantor Michael McDonald e David Pack, Our Love foi lançada inicialmente no álbum de McDonald, No Lookin’ Back de 1985. Virou single dois anos depois, como tema do filme Sem Perdão (No Mercy, 1986). Além de uma versão remix, parte da coletânea do artista, Sweet Freedom. A música embalou o romance de Richard Gere e Kim Basinger em meio a tiros e correria em Nova Orleans. O filme dirigido por Richard Pearce (Minha Terra, Minha Vida), aposentado há 10 anos, não foi sucesso de bilheteria e crítica, tendo se transformado em cult para os fãs da dupla. Basinger e Gere, que viveram um breve romance nessa época, se reencontraram nas telonas em 1992 com outro filme mal sucedido, Desejos.

Atração Fatal: Close, Douglas & Lyne

glennclose_michaeldouglas_adrianlyne_atracaofatal
Paramount Pictures

Glenn Close, Michael Douglas, que ao mesmo tempo trabalhava em Wall Street – Poder e Cobiça, e Adrian Lyne durante as filmagens de Atração Fatal (Fatal Attraction) em Nova York. O filme lançado nos EUA em 8 de setembro de 1987, no Brasil chegaria em 14 de janeiro do ano seguinte, foi indicado a seis prêmios Oscar. Incluindo filme, diretor, roteiro (James Dearden) e atriz para a magistral performance de Close como Alex Forrest. Maior sucesso da carreira de Lyne, Atração Fatal rendeu no mundo a maior bilheteria do ano, com mais de 320 milhões de dólares e muita discussão em torno de casamento e infidelidade. Continuar lendo Atração Fatal: Close, Douglas & Lyne

Os filmes do diretor Oliver Stone

oliver_stone_1
Hollywood Reporter

Com mais 40 anos de carreira, Oliver Stone dirigiu filmes marcantes como Platoon, Wall Street – Poder e CobiçaNascido em 4 de Julho JFK – A Pergunta Que Não Quer Calar. Premiado com três Oscar, o diretor e roteirista nasceu em Nova York, em 15 de setembro de 1946. Largou a Universidade de Yale aos 18 anos para dar aula de inglês em Saigón, hoje Ho Chi Minh, no Vietnã. Voltaria ao país dois anos depois como parte do exército dos EUA. Em 71 se formou na Universidade de Nova York, Bacharel em Artes, tendo Martin Scorsese com um dos professores. Com um cinema marcado por filmes que dissecam a guerra do Vietnã, a política norte-americana e dos países da América Latina, Stone é um diretor controverso que teve nos anos 80 e 90 o auge de sua carreira como realizador. Nesta semana o diretor volta aos cinemas brasileiros com Snowden: Herói ou Traidor (Snowden), suspense baseado na vida de Edward Snowden, ex-agente da CIA que tornou público planos de vigilância global dos EUA.

Continuar lendo Os filmes do diretor Oliver Stone