10 personagens marcantes de Michelle Pfeiffer

Divulgação / California Style Magazine

Com uma carreira de mais de 30 anos, Michelle Pfeiffer coleciona sucessos de bilheteria, indicações ao Oscar, e trabalhos notáveis em filmes que se tornaram clássicos ao longo dos anos. Nesta quinta estreia no Brasil seu novo longa, Assassinato no Expresso Oriente (Murder on the Orient Express, EUA, 2017), nova versão do livro de Agatha Christie com direção de Kenneth Branagh. Pfeiffer é Caroline Hubbard, uma das suspeitas de um assassinato investigado pelo detetive Hercule Poirot (Branagh), a bordo do trem Expresso Oriente.

Assassinato no Expresso Oriente é o quarto projeto da loira a estrear este ano, os outros foram o independente Where Is Kyra?O Mago das Mentiras, filme da HBO pelo qual recebeu uma indicação ao Emmy de atriz coadjuvante, e o controverso mãe! de Darren Aronofsky. A seguir confira uma retrospectiva com dez personagens marcantes da carreira da bela Michelle, uma das maiores musas do cinema mundial contemporâneo. Continuar lendo 10 personagens marcantes de Michelle Pfeiffer

Anúncios

Por onde anda Sean Young?

Reprodução – Warner

Famosa por interpretar a replicante Rachael no clássico de Ridley Scott, Blade Runner – O Caçador de Androides, Sean Young é desde meados dos anos 90 pouco lembrada por diretores e produtores de cinema. Contemporânea de estrelas como Michelle Pfeiffer, Kim Basinger e Annette Bening, a morena começou e ganhou notoriedade na mesma época que as estrelas citadas, disputando papéis com algumas delas.

Continuar lendo Por onde anda Sean Young?

Aniversariante do dia: Michelle Pfeiffer

Fotos / Interview

Uma das estrelas mais luminosas do cinema, Michelle Pfeiffer comemora hoje 59 anos. Nascida em Santa Ana, Califórnia, aos 20 anos foi eleita Miss Orange Country, ficando em sexto lugar no Miss Califórnia. A estreia como atriz viria no mesmo ano, 1978, na série Ilha da Fantasia. Após participações na televisão, estreou no cinema em 80 com a comédia The Hollywood Knights. A primeira protagonista chegaria dois anos depois com Grease 2: Os Tempos da Brilhantina Voltaram. O filme, sequência do sucesso com John Travolta e Olivia Newton John, foi um fiasco. Diferente do projeto seguinte: Scarface. Pfeiffer foi escolhida pelo produtor Martin Bregman para interpretar Elvira Hancock, mesmo com a resistência de Brian De Palma que preferia Glenn Close. Michelle roubou a cena, e viu a carreira decolar, com sucessos como O Feitiço de Áquila e As Bruxas de Eastwick. Continuar lendo Aniversariante do dia: Michelle Pfeiffer

Televisão – Próxima atração: Extant com Halle Berry

CBS Television
CBS Television

Com produção executiva de Steven Spielberg, Halle Berry é Molly Watts no suspense futurista Extant. A atriz interpreta uma astronauta que após ficar um ano no espaço retorna à Terra e ao convívio de seu e filho e marido (Goran Visnjic) – um designer de robôs humanoides. As experiências realizadas por ela no espaço trarão consequências dramáticas para o planeta e mudanças no curso da humanidade. Criada por Mickey Fisher, a série tem 13 episódios aprovados, que consistem em sua primeira temporada. Estreia nos EUA em dois de julho, com exibição no canal CBS. Ainda não data definida para chegar ao Brasil.

halleberry+mulhergato_01
Berry recebeu o Framboesa de Ouro de pior atriz por Mulher-Gato / Warner

Há dez anos, Halle Berry foi protagonista de uma das piores adaptações de HQ de todos os tempos: Mulher-Gato. A atriz recebeu US$ 14 milhões de dólares para interpretar Patience Phillips na equivocada produção, que da célebre inimiga do Batman trazia apenas o codinome. Sem nenhuma surpresa, o filme foi um enorme fracasso jogando um balde de água fria na carreira em ascensão de Berry. Que dois anos antes havia recebido o Oscar por seu desempenho no drama A Última Ceia.

A atriz ainda tentou – sem muito êxito – dar a volta por cima com produções como Coisas Que Perdemos pelo Caminho, Frankie & Alice – pelo qual fora indicada ao Globo de Ouro – e A Viagem. Com as boas oportunidades no cinema diminuindo, Berry optou pelo caminho acertado – e já visitado por atores de cinema dispostos a recuperar o prestígio de outrora: a televisão. É com Extant que Halle pretende apagar definitivamente de seu currículo a felina Patience Phillips.

halleberry_tempestade_02
Fox

Além da série, Halle Berry encarna mais uma vez – talvez pela última – Tempestade em X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, superprodução que une os mutantes da trilogia original aos de X-Men: Primeira Classe em trama baseada no homônimo arco de histórias publicado em 1980, com roteiro de Chris Claremont e artes de John Byrne. O filme estreia no Brasil em 22 de maio, com direção de Bryan Singer (X-Men 2).

Cena em destaque: A inesquecível Mulher-Gato de Batman – O Retorno

Mulher-Gato (Selina Kyle): “Eu não sei quanto a você, Miss Kitty, mas eu me sinto muito mais apetitosa.”

Direção Tim Burton Com Michelle Pfeiffer / 1992

Bilheteria EUA: Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Warner

Como esperado Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, última parte da trilogia do homem-morcego sob o comando do diretor Christopher Nolan, liderou com facilidade o box office norte-americano em seu final de semana de estreia. Com satisfatórios US$ 160,88 milhões, a produção superou a abertura dos filmes anteriores: Batman Begins, US$ 48, 74 em 2005, e Batman – O Cavaleiro das Trevas, US$ 158,41 em 2008, mas ficou atrás em comparação ao sucesso da rival Marvel, Os Vingadores, que arrecadou US$ 207,43 quando estreou em maio.

A trama de Ressurge acontece oito anos após os eventos mostrados no filme anterior, Batman (Christian Bale) está desaparecido após assumir  a responsabilidade pela morte de Harvey Dent/Duas-Caras (Aaron Eckhart). Esse breve momento de tranquilidade é interrompido quando Gotham é mais uma vez ameaçada por uma nova escala de terror, materializada na figura ameaçadora do terrorista mascarado Bane (Tom Hardy). A aparição do vilão força Bruce Wayne a retomar o manto do homem-morcego, ao mesmo tempo que se envolve com a misteriosa e ambígua Selina Kyle (Anne Hathaway), a sinuosa Mulher-Gato.

Completam o elenco Gary Oldman (Comissário Gordon), Joseph Gordon-Levitt (John Blake), Marion Cotillard (Miranda Tate), Michael Caine (Alfred), Morgan Freeman (Lucius Fux) Cilian Murphy (Espantalho) e Liam Neeson (R’as al Ghul). O longa, que foi aclamado pela crítica norte-americana, chega aos cinemas brasileiros nesta sexta-feira.

Warner

Maiores aberturas de adaptações de personagens DC Comics nos cinemas

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012) – 160,88 / 2º Batman – O Cavaleiro das Trevas (2008) – 158,41 / 3º Watchmen (2009) – 55,21 / 4º Lanterna Verde (2011) – 53,17 / 5º Batman Eternamente (1995) – 52,78

Ainda no top 5 norte-americano aparecem a animação A Era do Gelo 4, O Espetacular Homem-Aranha, reboot das aventuras do herói da Marvel, a comédia adulta Ted com Mark Wahlberg e Valente, nova animação Disney/Pixar.

Confira abaixo o Top 5 do fim de semana

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises) – $160,88* – $160,88** – $268,38***

2º A Era do Gelo 4 (Ice Age: Continental Drift) – $20,41* – $88,84** – $529,32***

3º O Espetacular Homem-Aranha (The Amazing Spider-Man) – $10,88* – $228,61** – $614,61

4º Ted – $10,01* – $180,43** – $219,90***

5º Valente (Brave) – $6,02* – $208,77** – $279,27

* Bilheteria do fim de semana / ** Bilheteria total / *** Bilheteria Mundial

As muitas faces da Mulher-Gato

DC Comics

Criada em 1940 por Bill Finger e Bob Kane e inserida na revista Batman número 1, a Mulher-Gato é a vilã – as vezes anti-heroína, mais conhecida do universo do homem-morcego. Ela já foi aeromoça sem memória, órfã e prostituta em algumas de suas origens, que guardam como semelhança apenas o fato de Selina Kyle, identidade real da personagem, ser uma ladra ardilosa mais preocupada em se dar bem, do que necessariamente em fazer o mal.

Ao longo desses 72 anos, a Mulher-Gato não apareceu apenas nas HQ, como também em desenhos animados, série de televisão e em filmes. Neste ano a gatuna volta aos cinemas pelas mãos de Christopher Nolan em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, última parte da trilogia iniciada em 2005 com Batman Begins. Anne Hathaway é a musa felina da vez.

Veja a seguir as atrizes que já usaram a roupa apertada da ambígua personagem:

Julie Newmar (Batman, 1966/67)

Atualmente com 78 anos, a atriz e dançarina viveu a personagem nas duas primeiras temporadas da colorida série de televisão do homem-morcego nos anos 60. Newmar encantou gerações com sua sinuosa encarnação da personagem, que nutria um desejo platônico pelo Batman de Adam West, que rejeitava as investidas da felina sempre que possível.

Julie, que teve o ponto alto de sua carreira e virou símbolo sexual vivendo a gatuna, se tornou um ícone de gerações. Tanto que foi homenageada no longa de 1995, Para Wong Foo, Obrigado Por Tudo! Julie Newmar. Em que faz uma participação especial. Afastada da atuação desde 2010, quando dublou a personagem Martha Wayne na série animada Batman – Os Bravos e Destemidos, a atriz foi diagnosticada em 2008 com esclerose lateral amiotrófica, conhecida também como doença de Charcot. A atriz participou de 13 episódios nas duas primeiras temporadas da série.

Lee Meriwether (Batman – O Homem-Morcego, 1966)

cw02
Fox

Entre o sucesso da primeira e segunda temporada da série de TV, Batman foi levado pelos produtores aos cinemas com o filme homônimo em 1966. Julie Newmar foi impedida de embarcar na aventura por já estar comprometida com outros projetos, o contra-tempo possibilitou que a Miss America, concurso vencido em 1955, Lee Meriwether ficasse com o papel.

A atriz deu uma abordagem mais séria e romântica a personagem, porém não teve a oportunidade de estender seu trabalho como Mulher-Gato a série, Newmar retomou a personagem na TV na segunda temporada lançada em 67. Restou a Meriwether uma participação especial em dois episódios, como a mocinha Lisa Carson raptada pelo excêntrico vilão Rei Tut (Victor Buono). Em 2003 Lee participou do especial Return to the Batcave, programa que a reuniu com Adam West, Burt Ward, Julie Newmar e grande parte do elenco da série de televisão. Hoje a atriz está com 76 anos e continua atuando.

Eartha Kitt (Batman, 1967,68)

cw03
Fox

Com Julie Newmar ocupada nas filmagens de O Ouro de Mackenna, coube a atriz e cantora Eartha Kitt mostrar um outro lado da felina. A Mulher-Gato dela era verdadeiramente uma vilã, má e agressiva. Politizada Kitt, que foi a primeira atriz negra a interpretar a personagem, causou grande polêmica nos anos 60 por ser contra a guerra do Vietnã. Fato que atrapalhou sua carreira nos EUA, e a fez direcionar seu trabalho para outros países.

Seu maior sucesso musical foi a canção dance Where Is My Man. Lançado em 1983, o single atingiu a 36ª posição no UK Single Chart e o sétimo lugar por 14 semanas na Billboard Hot Dance Club Party. Kitt fez sucesso também no teatro, com um prêmio Tony de melhor atriz pelo musical Timbuktu!, de 1978. Com uma trajetória que atravessou mais de seis décadas, Eartha faleceu em 2008 em decorrência de um câncer de cólon, aos 81 anos.

Michelle Pfeiffer (Batman – O Retorno, 1992)

Divulgação - Warner
Warner

Vinte e seis anos depois a Mulher-Gato reapareceu nos cinemas e encontrou na complexa composição de Michelle Pfeiffer sua versão definitiva no longa de Tim Burton, Batman – O Retorno. Pfeiffer, que na época já era uma das maiores estrelas do cinema indicada três vezes ao Oscar, ficou com o papel após Annette Bening, a escolha inicial, engravidar do ator Warren Beatty e abandonar o projeto. Fã assumida da personagem, principalmente da versão de Julie Newmar para a série de TV, Michelle não teve pudores e interpretou de forma brilhante e visceral. Sua Selina Kyle era uma mulher atormentada, com sérios problemas psicológicos e tinha uma forte tensão sexual com o Batman/Bruce Wayne de Michael Keaton.

Dona de cenas memoráveis e sensuais, como o beijo/lambida em Batman, a atriz se entregou tanto a personagem que chegou ao ponto de colocar um pássaro vivo em sua boca em uma sequência com o grotesco Pinguim interpretado por Danny De Vito. A apertada roupa, claramente inspirada em vestimentas sadomasoquistas, o chicote e as afiadas garras, deram um toque especial e sensual a felina.

O enorme sucesso de Pfeiffer no papel inspirou a personagem em sua versão animada no seriado Batman: The Animated Series (Novo Batman) de 1992, e por anos a atriz e Burton desenvolveram um filme solo para a vilã. Após tantas idas e vindas, os dois abandonaram o projeto no início dos anos 2000. Atualmente Michelle aos 53 anos, continua sendo uma das mais requisitadas atrizes do cinema norte-americano, e retoma sua parceria com Burton vinte anos depois de O Retorno, com o longa Sombras da Noite, que estreia no Brasil em 22 de junho, além de atuar também no drama People Like Us.

Halle Berry (Mulher-Gato, 2004)

cw05
Warner

Após o sucesso avassalador de Michelle Pfeiffer em Batman – O Retorno, a atriz e o diretor Tim Burton colocaram em desenvolvimento um filme solo para a personagem. Com Burton envolvido na produção do Superman que nunca saiu do papel, e Pfeiffer priorizando seu tempo com a família, o projeto foi engavetado.

Com o sucesso de crítica de X-Men em 2000, o interesse de Hollywood pelas adaptações de HQ foi reacendido, e a produção do filme solo da Mulher-Gato voltou ao estágio de desenvolvimento, sem Pfeiffer e Burton que optaram por priorizar outros projetos. Ashely Judd foi a primeira escolha da Warner Bros. para assumir a felina, mas quem ficou com o papel foi Halle Berry, que na época vivia o auge de popularidade após ser premiada com o Oscar de melhor atriz por sua atuação no drama A Última Ceia.

Tendo como inspiração a Mulher-Gato de Earth Kitt, Berry interpretou Patience Phillips, uma nova felina com nenhuma ligação com o universo do homem-morcego. Massacrado pela crítica e ignorado pelo público, o equivocado Mulher-Gato foi um dos maiores fracassos de 2004 e abalou a carreira de Halle, que nunca mais foi a mesma depois do fracasso do longa. Atualmente com 45 anos, a atriz tenta dar a volta por cima com a ficção científica Cloud Atlas, que os Irmãos Wachowskis (Matrix) dirigem em parceria com Tom Tykwer (Corra Lola, Corra).

Anne Hathaway (Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge, 2012)

A misteriosa Selina de Anne Hathaway / Divulgação - Warner
Warner

Grande parte do público esperava por Angelina Jolie ou Charlize Theron como a Mulher-Gato da trilogia de Christopher Nolan, o diretor preferiu fugir do óbvio e escalou a “bonequinha de luxo” Anne Hathaway  para interpretar a sensual e perigosa personagem. Para ficar com o papel, a atriz derrotou em testes Jessica Biel e Kate Mara, que também sonhavam em viver a felina.

Com um uniforme que foge completamente da abordagem de Tim Burton, e se aproxima do usado nas encarnações da Mulher-Gato da TV nos anos 60, a participação da gatuna no longa de Nolan é cercada de mistérios. Sabe-se apenas que é uma ladra com associação inicial ao outro vilão da trama, Bane (Tom Hardy), e que a atriz se baseou visualmente na estrela Hedy Lamarr, fonte original de inspiração para Bob Kane na criação da personagem na década de 40.

Todo mistério será desvendado em Julho, 20 nos EUA e 27 no Brasil, quando Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge estrear. O outro projeto de Anne, de 28 anos e com uma indicação ao Oscar de melhor atriz no currículo, é o musical de Tom Hooper (Oscar por O Discurso do Rei), Os Miseráveis, que chega aos cinemas norte-americanos no final do ano.

Mulher-Gato de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge é revelada

Após divulgar ontem a primeira imagem oficial do novo Superman (Henry Cavill), a Warner Bros. mostra ao público o visual, ou parte dele, de Anne Hathaway como a Mulher-Gato em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge .  

A icônica Mulher-Gato aparece sem suas características orelhas de gato na primeira imagem oficial de Anne Hathaway em Batman 3 / Divulgação – Warner

Christopher Nolan comanda a terceira parte da trilogia do homem-morcego, interpretado novamente por Christian Bale. No elenco estão também Tom Hardy como o vilão anabolizado Bane, além de Michael Caine, Gary Oldman e Morgan Freeman que retornam respectivamente como Alfred, Comissário Gordon e Lucius Fox. Marion Cotillard, que foi dirigida por Nolan no sucesso A Origem, vive Miranda Tate, que segundo especulações seria o disfarce da vilã Tália al Ghul, filha de R’as al Ghul (Liam Neeson).

Leia também: Anne Hathaway é a nova Mulher-Gato em Batman 3

Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge chega aos cinemas brasileiros em 27 de julho de 2012.

Fique de olho: Anne Hathaway

Divulgação

A atriz chega aos cinemas brasileiros neste final de semana com Amor e Outras Drogas, que marca sua segunda colaboração com o ator Jake Gyllenahll. A seguir conheça um pouco mais sobre a carreira de Anne Hathaway

Há dez anos, a exemplo do que fez com Julia Roberts em Uma Linda Mulher, o diretor Garry Marshall apresentava ao mundo uma atriz que futuramente viraria uma estrela de cinema. A atriz em questão era a norte-americana Anne Hathaway, protagonista da comédia da Disney O Diário da Princesa. O sucesso como a atrapalhada princesa Mia, possibilitou a atriz contracenar com Julie Andrews no longa que foi um sucesso surpresa em 2001 e ganhou uma sequência três anos depois que junto com a produção da Miramax Ella Encantada marcaram sua imagem como heroína romântica. O ano seguinte, 2005, serviria para mostrar que Hathaway era capaz de vôos mais altos com dois dramas independentes: Garotas sem Rumo, onde a atriz interpreta uma garota rica e havida por chamar atenção que se envolve emocionalmente com um membro de uma gangue, e O Segredo de Brokeback Mountain. Dirigido por Ang Lee, o longa mostrava a relação de amor ao longo dos anos entre dois homens, Heath Ledger e Jake Gyllenahll, que por medo da sociedade e da não aceitação mantinham casamentos de fachada. O filme recebeu três prêmios Oscar e Anne foi elogiada pela crítica pelos dois dramas.

Meryl Streep e o Oscar

O próximo passo de Anne Hathaway era virar uma atriz do primeiro time de Hollywood e isso aconteceria com seu filme seguinte, O Diabo Veste Prada. Na adaptação do livro homônimo, a atriz interpretou Andrea, jornalista que sofria nas mãos da perfeccionista Miranda Priestly vivida pela icônica Meryl Streep. Sucesso de crítica e bilheteria, mais de 300 milhões de dólares em bilheteria, o filme foi indicado à dois prêmios Oscar: atriz para Streep e figurino. Em 2007 Anne protagonizou apenas o longa Amor e Inocência, interpretando a escritora inglesa Jane Austen, que lhe rendeu uma indicação ao British Independent Awards como melhor atriz. Anne voltou a comédia na adaptação da série dos anos 60 Agente 86, como a atrapalhada – e boazuda – Agente 99. Apesar das críticas variadas, o filme foi bem nas bilheterias com 230 milhões arrecadados. Entretanto o outro lançamento de 2008, Passageiros, seria o primeiro fracasso na carreira da atriz. Porém o ano foi salvo com O Casamento de Rachel, elogiado drama dirigido por Johathan Demme (O Silêncio dos Inocentes) que mostrou para o público um outro lado de Hathaway, interpretando com sensibilidade e competência uma jovem viciada em drogas e álcool que vive em conflito com a família, em especial com a irmã (Rosemarie DeWitt). Por seu desempenho ela recebeu o Critics Choice e o National Board Review como melhor atriz, além de indicações ao Oscar, Globo de Ouro, SAG Awads e Independent Spitits Awards.

Miau!

Com Jake Gyllenahll em Amor e Outras Drogas / Divulgação – Fox

No início de 2009 uma nova comédia estrelada pela atriz chegou as telas, Noivas em Guerra. No filme, ela e Kate Hudson eram duas amigas que pretendiam se casar no mesmo dia, porém um erro com a data das cerimônias transforma as amigas em rivais. Apesar de bobo, o longa fez relativo sucesso e vale uma espiada pelo carisma das duas atrizes. O mesmo vale para as produções estreladas por Hathaway em 2010: Idas e Vidas do Amor, que a reuniu com Garry Marshall, Alice no País das Maravilhas em que foi dirigida por Tim Burton e Amor e Outras Drogas, em que divide a cena novamente com Jake Gyllenahll e que rendeu a ambos indicações ao Globo de Ouro. Três filmes medianos, que merecem uma conferida apenas por seus elencos. Em especial por Anne Hathaway que há um bom tempo provou que é muito mais do que a “mocinha de filmes românticos”, ela é também uma ótima atriz dramática que têm pela frente o maior desafio de sua carreira até o momento interpretar a icônica anti-heroína Mulher-Gato, imortalizada no imaginário popular por Julie Newman (Batman, série de televisão dos anos 60) e Michelle Pfeiffer (Batman – O Retorno), em The Dark Knight Rises. Longa que estréia no próximo ano com direção de Christopher Nolan. É verdadeiramente o pulo da gata!

Próximos projetos: Rio, animação do brasileiro Carlos Saldanha (A Era do Gelo) e o romance One Day para 2011. Além de The Dark Knight Rises para 2012.

Amor e Outras Drogas (Love and The Other Drugs, EUA, 2010) De Ed Zwick. Com Jake Gyllenahll, Anne Hathaway, Oliver Platt. Fox. 113 min.

Batman 3: Anne Hathaway é a Mulher-Gato

A felina e Bane serão as novas ameaças em Gotham

annehathaway_mulhergato_01
A atriz foi indicada ao Oscar em 2009 por O Casamento de Rachel / GQ

The Dark Knight Rises – terceiro filme da série Batman comandado pelo diretor Christopher Nolan, acaba de ganhar sua Mulher-Gato. Segundo o Hollywood Reporter a atriz Anne Hathaway (O Diabo Veste Prada) ficou com o disputado papel da felina, anteriormente interpretada por Michelle Pfeiffer em 1992, em Batman – O Retorno de Tim Burton. As filmagens do longa começam em abril, novamente com Nolan na direção e roteiro de seu irmão Jonathan Nolan.

Tom Hardy, visto anteriormente em A Origem, também está no elenco. Ele será o vilão anabolizado Bane, que nos quadrinhos deixou Batman paraplégico. Christian Bale retorna para a terceira parte da série, vencedora de dois prêmios Oscar e indicada a nove, como Bruce Wayne/Batman. Além de Michael Caine, Gary Oldman e Morgan Freeman.

Anne Hathaway foi uma boa escolha. Além de ótima atriz, ela é bonita e carismática. O novo Batman começa muito bem, e a inclusão de Bane na trama também desperta meu interesse na narrativa que será explorada por Nolan.

Batman – The Dark Knight Rises estreia nos cinemas em 20 de julho de 2012.

Veja a inesquecível Mulher-Gato de Michelle Pfeiffer: