Aniversariante do dia: Oscar Isaac

Divulgação
Oscar Isaac comemora hoje 38 anos. Nascido na Guatemala, criado em Miami, e formado em Arte Dramática pela Juilliard School, o músico e ator estreou nos cinemas em 2002 com a comédia de ação Amigos por Acaso. Quatro anos depois o primeiro protagonista, José, em Jesus – A História do Nascimento. Os projetos seguintes incluíram Che: O Argentino de Steven Soderbergh e Rede de Mentiras, ação de espionagem com direção de Ridley Scott. Em 2009 Isaac teve atuação aplaudida no filme australiano Balibo. No ano seguinte foi novamente dirigido por Scott em Robin Hood. Participou ainda de Sucker Punch: Mundo Surreal, Drive e O Legado Bourne. A grande oportunidade até então veio em 2013 com o drama musical Inside Llewin Davis: Balada de Um Homem Comum dos irmãos Ethan e Joel Coen. Em atuação aclamada pela crítica, Oscar foi indicado como melhor ator no Globo de Ouro e Independent Spirits. Além de prêmios em festivais, como Toronto e Santa Barbara.

Continuar lendo Aniversariante do dia: Oscar Isaac

Anúncios

X-Men: Apocalipse é um desastre

xmen_apocalipse_03
Os X-Men (e Mística) na Sala de Perigo

A nova aventura dos mutantes da Marvel dirigida pelo insistente Bryan Singer, pode ser colocada no mesmo balaio das piores adaptações de HQ de todos os tempos. Sim, está no mesmo nível de coisas como Batman & Robin (1997) e Quarteto Fantástico, seja a versão de 2005 ou 2015. Encerramento da segunda trilogia dos pupilos do professor Xavier (James McAvoy), a trama acompanha o despertar de En Sabah Nur, o Apocalipse (Oscar Isaac, desperdiçado), tido como o primeiro mutante. Sua missão “divina” é salvar a Terra, a destruindo para o seu renascimento. Para isso, ele conta com o auxílio de quatro discípulos levados pela frustração, ódio e sofrimento, os Cavaleiros do Apocalipse: Magneto (Michael Fassbender), Ororo Munroe, a Tempestade (Alexandra Shipp), Psylocke (Olivia Munn) – que entra muda e sai calada, e o Anjo (Ben Hardy). Em meio a isso, Xavier sente a forte presença de Apocalipse, e tenta combatê-lo. Continuar lendo X-Men: Apocalipse é um desastre

Protagonismo de Jennifer Lawrence continua sendo a pior coisa em X-Men: Apocalipse

jennifer_lawrence_x_menapocalipse_02
Fotos – Fox

Gostei muito dois primeiros X-Men, no início dos anos 2000. Mesmo as adaptações de Bryan Singer trazendo interpretações equivocadas como uma Vampira que mais parecia a Jubileu, Ciclope renegando a coadjuvante, uma Tempestade muito longe da imponência das HQ – e infelizmente sem Angela Bassett no papel. Cresci assistindo a série animada clássica X-Men, ao lado de Batman – The Animated Series uma das melhores animações dos anos 90. Uma adaptação bem sucedida dos mutantes sempre foi algo muito esperado. Então porque gostei dos primeiros X-Men? Porque os filmes dirigidos por Singer em 2000 e 2003 tinham muitos acertos, que suplantavam os equívocos. Como a ambientação que flertava com a ficção científica, a discussão sobre preconceito e aceitação, o bom Wolverine (Hugh Jackman) e a excelente Mística de Rebecca Romjin. Continuar lendo Protagonismo de Jennifer Lawrence continua sendo a pior coisa em X-Men: Apocalipse

Cinema: Melhores de 2015

arte_topo_melhoresde2015_01

2016 chegou. E com ele, além de muita expectativa quanto aos filmes que vão estrear ao longo do ano, há a temporada de prêmios e lista de melhores do ano em revistas, sites e blogs ao redor do mundo. O Cinema na Panela não poderia ficar de fora. Por isso neste post serão apresentados os melhores de 2015, seguindo minha honesta opinião. Sem mais delongas, vamos a eles. Continuar lendo Cinema: Melhores de 2015

Bilheteria EUA 18 – 20 de dezembro: Star Wars: O Despertar da Força

starwars_odespertardaforca_01
Disney

STAR WARS: O DESPERTAR DA FORÇA (Star Wars: The Force Awakens), sétimo filme da franquia criada por George Lucas nos anos 70, estreou no topo da bilheteria norte-americana neste fim de semana. Impondo respeito e com números impressionantes, o longa dirigido por J.J. Abrams (Star Trek) arrecadou 238 milhões de dólares, se tornando a maior abertura da história. Esses números superaram os de Jurassic World, que em junho deste ano teve abertura de US$ 208,08 milhões. Nos demais territórios, o retorno da saga Star Wars contabiliza expressivos US$ 279 milhões. Na trama, após a queda de Darth Vader e do Império, uma nova organização sombria se formou, a Primeira Ordem. O grupo busca pelo último Jedi, Luke Skywalker (Mark Hamill), também procurado pela Resistência, liderada por sua irmã Leia Organa (Carrie Fisher). Daisy Ridley, John Boyega e Oscar Isaac são os novos heróis, com Adam Driver e Andy Serkis como os vilões Kylo Ren e Snoke, líder da Primeira Ordem. Harrison Ford retorna como Han Solo. A produção de US$ 200 milhões e primeira sob o braço da Disney – que comprou a Lucas Film em 2012, está em cartaz nos cinemas brasileiros. Continuar lendo Bilheteria EUA 18 – 20 de dezembro: Star Wars: O Despertar da Força

Cinema 2015: Quinze filmes que merecem ser vistos

Invencível (Unbroken)

invencivel_03
Reprodução – Universal Pictures

Estreia: 15 de janeiro. ANGELINA JOLIE dirige e produz a adaptação do livro Unbroken: A World War II Story of Survival, Resilience, and Redemption de Laura Hillebrand, sobre a trajetória de vida e superação de Louis Zamperini (JACK O’CONNELL), corredor olímpico e sobrevivente de uma prisão japonesa durante a Segunda Guerra Mundial. Indicado a quatro Critics’ Choice – incluindo filme e direção, e escolhido filme do ano pelo American Film Institute. Com Domhnall Gleeson, Miyavi, Garrett Hedlund e Jai Courtney.

Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) (Birdman)

birdman_01
Fox

Estreia: 22 de janeiro. No exercício de metalinguagem dirigido por Alejandro González Iñárritu, MICHAEL KEATON é um astro do passado que precisa lidar com seus demônios interiores, materializados na figura de um super-herói, Birdman, que ele interpretou. Edward Norton como um ator de temperamento difícil se destaca ao lado de Emma Stone e Naomi Watts. Indicado em cinco categorias no Globo de Ouro, Keaton é favorito ao prêmio de melhor ator.

Cinderela (Cinderella)

cinderela_03
Disney

Estreia: 02 de abril. Kenneth Branagh dirige a versão do clássico conto de fadas, trazendo CATE BLANCHETT como a madrasta má, Lady Tremaine. LILY JAMES interpreta Cinderela, com Richard Madden como o príncipe e Helena Bonham Carter na pele da fada madrinha. A Disney espera um novo sucesso, após o fenômeno que foi Malévola com Angelina Jolie no ano passado.

Vingadores: Era de Ultron (Avengers: Age of Ultron)

vingadores_eradeultron_01
Disney

Estreia: 30 de abril. Joss Whedon e elenco retornam na sequência das aventuras dos Vingadores, novamente liderados por Homem de Ferro (ROBERT DOWNEY JR.) e Capitão América (CHRIS EVANS). O surgimento do vilão Ultron (voz de JAMES SPADER) e dos irmãos Mércurio (Aaron Taylor-Johnson) e Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen) representa um novo desafio ao grupo da Marvel. Com Scarlett Johansson, Mark Ruffalo e Samuel L. Jackson.

Para Sempre Alice (Still Alice)

parasemprealice_03
Diamond Films

Estreia: 26 de fevereiro. JULIANNE MOORE entrega uma das melhores atuações de sua carreia no drama Para Sempre Alice. A atriz interpreta Alice Howland, uma bem sucedida professora de linguística que começa a sofrer com os sintomas recorrentes do Alzeheimer. Indicada ao Globo de Ouro, SAG e Critics’ Choice como melhor atriz, Moore é favorita também no próximo Oscar. O longa conta ainda com ótimas atuações de Alec Baldwin, Kristen Stewart e Kate Bosworth.

Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max: Fury Road)

Warner

Estreia: 14 de maio. George Miller retorna ao universo criado no final da década 70, com TOM HARDY substituindo Mel Gibson como o icônico Max. O filme que se passa entre o primeiro e segundo episódio da série apresenta o personagem mais uma vez em meio a gangues num futuro pós-apocalíptico. CHARLIZE THERON interpreta Imperatriz Furiosa, uma aliada de Max.

Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros (Jurassic World)

jurassic_world_01
Reprodução – Universal Pictures

Estreia: 11 de junho. O parque dos dinossauros é uma realidade. Um lugar seguro em que os visitantes são colocados em contato com os animais pré-históricos. Quando o volume de visitas começa a diminuir, a corporação que controla o lugar decide criar uma nova atração, que resulta num aterrorizante dinossauro modificado geneticamente. Colin Trevorrow, da elogiada comédia independente Sem Segurança Nenhuma dirige, com CHRIS PRATT, BRYCE DALLAS HOWARD,  Vincent D’Onofrio e Jake Johnson no elenco.

A Colina Escarlate

crimson_peak_01
Universal Pictures

Estreia: 16 de outubro (EUA). O diretor Guilhermo del Toro retorna ao universo fantástico com a história de terror de Edith (Mia Wasikwoska), uma jovem autora que se muda para uma mansão com o marido Thomas (Tom Hiddleston). Charlie Hunnan e JESSICA CHASTAIN também estão no elenco. Chastain interpreta a irmã de Thomas, Lady Lucille.

007 Contra Spectre (Spectre)

spectre_01
Sony Pictures

Estreia: 12 de novembro. DANIEL CRAIG retorna como o agente 007, James Bond em Spectre, 24ª aventura do espião inglês. Novamente sob a direçao de Sam Mendes, o filme mostrará o surgimento de uma das maiores ameaças do universo de 007: a Spectre. Christoph Waltz é o vilão Franz Oberhauser, com Monica Bellucci e Léa Seydoux como as bondgirls, e Dave Bautista (Drax de Guardiões da Galáxia) como um outro inimigo de Bond. Ralph Fiennes e Naomi Harris também voltam como M e Moneypenny.

Star Wars – O Despertar da Força (Star Wars – The Force Awakens)

starwars_001
Disney

Estreia: 17 de dezembro. Harrison Ford, Mark Hamill e Carrie Fisher retornam a seus clássicos personagens em Star Wars – O Despertar da Força, início de uma nova trilogia – agora sob a direção de J. J. Abrams. Os eventos do filme se passam 30 anos após O Retorno de Jedi. Oscar Isaac, John Boyega e Lupita Nyong’o tem papéis de destaque na produção.

By the Sea

by_the_sea_001
Universal Pictures

Estreia: 13 de novembro (EUA). ANGELINA JOLIE escreve, produz e dirige By the Sea, drama que marca sua reunião nas telonas com o marido BRAD PITT, dez anos depois do sucesso Sr. & Sra. Smith. Na trama ambientada na França dos anos 70, Jolie interpreta Vanessa, uma ex-dançarina que viaja para a costa francesa acompanhada por seu marido Roland (Pitt). O casal – que atravessa uma crise no relacionamento, começa a se aproximar de moradores da região, enquanto se afastam um do outro. O elenco traz ainda Mélanie Lauent, Richard Bohringer e Niels Arestrup.

Digging for Fire

diggingforfire_01
Sony Pictures

Estreia: 21 de agosto (EUA). JAKE JOHNSON e o diretor Joe Swanberg retomam a parceria de Um Brinde à Amizade no drama independente Digging for Fire. Johnson protagoniza, produz e assina o roteiro com Swanberg. O filme apresenta a descoberta de uma arma – acompanhada por um osso – que coloca um casal em lados opostos. Rosemarie DeWitt, Anna Kendrick, Orlando Bloom, Sam Rockwell e Sam Eliott estão no elenco.

O Ano Mais Violento (A Most Violent Year)

Paris Filmes
Paris Filmes

Estreia: 02 de abrilOSCAR ISAAC e JESSICA CHASTAIN – em atuações aclamadas – são os protagonistas de O Ano Mais Violento. Drama independente escrito e dirigido por J. C. Chandor (Até o Fim), que tem uma violenta – e charmosa – Nova York de 1981 como pano de fundo. Na trama o imigrante Abel Morales (Isaac) e sua esposa Anna (Chastain), enfrentam corrupção, brutalidade e a decadência da região, enquanto tentam prosperar financeiramente. Alessandro Nivola, Albert Brooks e Catalina Santo Moreno também estão no elenco.

Knight of Cups

Dogwood FIlms
Dogwood FIlms

Estreia: 11 de dezembro (EUA). CHRISTIAN BALE mergulha num universo de excessos, amores e celebridade no novo drama de Terrence Malick. CATE BLANCHETT e Natalie Portman protagonizam ao lado de Bale, a frente de um elenco que conta ainda com Teresa Palmer, Antonio Banderas, Joe Manganiello, Ben Kingsley, Jason Clarke e Joel Kinnaman.

Jogos Vorazes: A Esperança – Parte Final (The Hunger Games: Mockingjay – Part 2)

Paris Filmes

Estreia: 19 de novembroJENNIFER LAWRENCE retorna como Katniss Everdeen na conclusão da saga Jogos Vorazes. Em A Esperança – Parte 2, a heroína enfrenta a batalha decisiva contra a Capital, e o inescrupuloso Presidente Corolianus Snow (Donald Sutherland). Josh Hutcherson, Woody Harrelson, Jena Malone, Elizabeth Banks, Philip Seymour Hoffman e Julianne Moore também estão de volta.

Cinema: Melhores de 2014

2014 foi um ano interessante para o cinema mundial. Em que o público viu surgir novos astros – e ótimos momentos dos já estabilizados, produções ousadas que saíram do lugar comum, e logicamente os tradicionais blockbusters. Que deram as caras com novas roupagens. A seguir acompanhe a seleção dos melhores do ano.

Filme do ano – Sob a Pele de Jonathan Glazer

12 Anos de Escravidão de Steve McQueen Boyhood – Da Infância à Juventude de Richard Linklater  Inside Llewyn Davis: Balada de Um Homem Comum de Joel e Ethan Coen  Noé de Darren Aronofsky  O Lobo de Wall Street de Martin Scorsese

Direção – Jonathan Glazer por Sob a Pele

Darren Aronofsky, Noé  Martin Scorsese, O Lobo de Wall Street Richard Linklater, Boyhood – Da Infância à Juventude  Steve McQueen, 12 Anos de Escravidão Joel e Ethan Coen, Inside Llewyn Davis: Balada de Um Homem Comum

Ator – Jake Johnson por Um Brinde à Amizade

Chiwetel Ejiofor, 12 Anos de Escravidão  Mark Ruffalo, Mesmo Se Nada Der Certo  Matthew McConaughey, Clube de Compras Dallas • Oscar Isaac, Inside Llewyn Davis: Balada de Um Homem Comum  Robert Redford, Até o Fim

Atriz – Scarlett Johansson por Sob a Pele

Amy Adams, Trapaça Angelina Jolie, Malévola  Deborah Secco, Boa Sorte  Marion Cotillard, Era Uma Vez em Nova York  Olivia Wilde, Um Brinde à Amizade

Ator coadjuvante – Jared Leto por Clube de Compras Dallas

Andy Serkis, Planeta dos Macacos: O Confronto  Bradley Cooper, Guardiões da Galáxia  Ethan Hawke, Boyhood – Da Infância à Juventude  Michael Fassbender, 12 Anos de Escravidão  Robert Duvall, O Juiz

Atriz coadjuvante – Lupita Nyong’o por 12 Anos de Escravidão

Jennifer Connelly, Noé  Jessica Chastain, Interestelar  Margot Robbie, O Lobo de Wall Street Patricia Arquette, Boyhood – Da Infância à Juventude  Uma Thurman, Ninfomaníaca – Parte 1

Roteiro – Sob a Pele de Walter Campbell e Jonathan Glazer. Adaptação de Under the Skin de Michel Faber

12 Anos de Escravidão de John Ridley, adaptação de Twelve Years a Slave de Solomon Northup O Lobo de Wall Street de Terence Winter, adaptação de The Wolf of Wall Street de Jordan Belfort Boyhood – Da Infância à Juventude de Richard Linklater  Um Brinde à Amizade de Joe Swanberg  Inside Llewyn Davis: Balada de Um Homem Comum de Joel e Ethan Coen

Trilha sonora – Guardiões da Galáxia por Tyler Bates

Sob a Pele por Mica Levi  Garota Exemplar por Trent Raznor e Atticus Ross  Mesmo Se Nada Der Certo por Gregg Alexander  Inside Llewyn Davis: Balada de Um Homem Comum por T Bone Burnett  As Duas Faces de Janeiro por Alberto Iglesias

Fotografia – Inside Llewyn Davis: Balada de Um Homem Comum de Bruno Delbonnel

Sob a Pele de Daniel Landin Garota Exemplar de Jeff Cronenweth As Duas Faces de Janeiro de Marcel Zyskind Guardiões da Galáxia de Ben Davis Noé de Matthew Libatique

Canção – Hang Me, Oh Hang Me (Intéprete: Oscar Isaac), Inside Llewyn Davis: Balada de Um Homem Comum

Once Upon a Dream (Intérprete: Lana Del Rey), Malévola  Lost Stars (Intérprete: Keira Knightley), Mesmo Se Nada Der Certo  Hooked on a Feeling (Intérprete: Blue Swede), Guardiões da Galáxia  Talk to Me (Intérprete: Peaches), Boa Sorte  Let It Go (Intérprete: Idina Menzel), Frozen – Uma Aventura Congelante

As Duas Faces de Janeiro: Um suspense que prima pela elegância

as_duas_faces_de_janeiro_01

Jano, deus romano de mudanças e tradições é sempre associado a transições, começos – e recomeços, passagem e encerramentos. Representado com uma face dupla que traduz passado e futuro, ele deu origem também ao nome do primeiro mês do ano: janeiro. Marcado por fim e início de ciclos.

as_duas_faces_de_janeiro_02
Outro grande momento de Oscar Isaac

Em AS DUAS FACES DE JANEIRO (The Two Faces of January), longa de estreia na direção de Hossein Amini (indicado ao Oscar pelo roteiro de Asas do Amor), temos todas essas dualidades de sentimentos e ambiguidade de comportamento na trama que é uma adaptação do livro homônimo de Patricia Highsmith. Autora acostumada em criar personagens complexos, como Tom Ripley, protagonista de livros que já foram para as telonas. Com destaque para O Sol por Testemunha com Alain Delon, e O Talentoso Ripley, em que Matt Damon viveu o personagem título. As Duas Faces de Janeiro acompanha a formação de um perigoso triângulo amoroso, tendo como pano de fundo as belas paisagens de Atenas, Creta e Istambul. VIGGO MORTENSEN e KIRSTEN DUNST interpretam Chester e Colette, aparentemente um abastado casal que parte em viagem pela Grécia. Lá conhecem o gatuno guia Rydal, vivido por OSCAR ISAAC. Ele acaba envolvido em um crime que une os três numa relação em que a confiança é praticamente inexistente.

as_duas_faces_de_janeiro_03
Fotos – Imagem Filmes

Fotografando de forma impressionante as belezas naturais das cidades gregas e da Turquia – assinada por Marcel Zyskind (de O Preço da Coragem), As Duas Faces de Janeiro é um competente e sofisticado suspense psicológico. Amini, que assina também o roteiro da adaptação e levou 15 anos para tirar o projeto do papel, extrai irrepreensíveis atuações de Mortensen e Isaac, que empresta a seu personagem o carisma necessário para seduzir também a audiência. Uma brilhante trilha sonora, cortesia de Alberto Iglesias (O Jardineiro Fiel), completa uma produção que prima pela elegância, e por viradas hitchcockianas.

****

Em cartaz nos cinemas brasileiros.

Fique de Olho: Oscar Isaac

oscar_isaac_01
Divulgação

OSCAR ISAAC é a nova sensação entre críticos e cineastas. Aos 35 anos, o ator e cantor nascido na Guatemala, criado em Miami, e formado em Arte Dramática pela Juilliard School – desponta em produções de prestígio como Inside Llewyn Davis: Balada de um Homem Comum e O ANO MAIS VIOLENTO – trabalho que o coloca na corrida por uma indicação no próximo Oscar, e blockbusters como o vindouro Star Wars: O Despertar da Força e X-Men: Apocalipse, em que interpretará o vilão que dá nome ao filme.

oscar_isaac_02
Divulgação

A estreia nos cinemas aconteceu em 2002 com a nada vista comédia de ação Amigos por Acaso. Quatro anos depois, o primeiro protagonista em Jesus – A História do Nascimento. O ator viveu José na produção dirigida por Catherine Hardwicke (Aos Treze). Os projetos seguintes incluíram o drama Sem Medo de Morrer com Uma Thurman, Che: O Argentino de Steven Soderbergh, e Rede de Mentiras, ação de espionagem com direção de Ridley Scott e Leonado Di Caprio e Russell Crowe no elenco. Em 2009 Isaac teve atuação aplaudida no filme australiano Balibo, que rendeu a ele o premio de ator coadjuvante no Australian Film Institute. No ano seguinte foi novamente dirigido por Scott ao lado de Crowe em Robin Hood, produção que trazia também Cate Blanchett no elenco. Participou ainda de Sucker Punch: Mundo Surreal, Drive – aclamado longa de Nicolas Winding Refn, e O Legado Bourne.

A grande oportunidade na carreira viria em 2013 ao ser escolhido pelos irmãos Ethan e Joel Coen para protagonizar o drama musical INSIDE LLEWYN DAVIS: BALADA DE UM HOMEM COMUM (Inside Llewyn Davis). Em atuação aclamada pela crítica, Oscar foi indicado como melhor ator no Globo de Ouro e Independent Spirits. Além de prêmios em festivais, como Toronto e Santa Barbara. Os elogios pelo filme dos Coen abriram portas para Isaac, que conciliou produções independentes como Em Segredo, As Duas Faces de Janeiro – ótima adaptação do livro homônimo de Patricia Highsmith (O Talentoso Ripley), e O Ano Mais Violento, em que vive o imigrante Abel Morales, que ao lado da esposa Anna (JESSICA CHASTAIN), enfrenta corrupção, brutalidade e a decadência da região, enquanto tenta prosperar financeiramente. Com filmes de grande orçamento e representação na cultura pop, como o sétimo episódio da série Star Wars, com estreia marcada para 17 de dezembro de 2015, e X-Men: Apocalipse, em que será o icônico vilão Apocalipse. Outros projetos do talentoso ator – que lembra muito fisicamente AL PACINO – são Mojave, thriller de William Monahan (Oscar de roteiro adaptado por Os Infiltrados), e a ficção científica Ex Machina.

O Ano Mais Violento estreia nos cinemas brasileiros em 19 de fevereiro.