Por onde anda Sean Young?

Reprodução – Warner

Famosa por interpretar a replicante Rachael no clássico de Ridley Scott, Blade Runner – O Caçador de Androides, Sean Young é desde meados dos anos 90 pouco lembrada por diretores e produtores de cinema. Contemporânea de estrelas como Michelle Pfeiffer, Kim Basinger e Annette Bening, a morena começou e ganhou notoriedade na mesma época que as estrelas citadas, disputando papéis com algumas delas.

Continuar lendo Por onde anda Sean Young?

Anúncios

Nostalgia: Fome de Viver

Fotos – Warner

Pela eternidade Miriam Blaylock colecionou amores, os substituindo a medida que a juventude deles se perdia. Protagonista de Fome de Viver, a personagem imortal – nunca chamada de vampira ao longo do filme -, ganhou a representação icônica da musa francesa Catherine Deneuve. Pertencente a uma linhagem egípcia, Miriam – que para todo o sempre manteve sua beleza -, tem a companhia de John Blaylock, interpretado pelo saudoso ícone pop David Bowie, falecido em 10 de janeiro de 2016. Transformado por Miriam, ele precisa dormir por seis horas e se alimentar de sangue humano uma vez por semana para permanecer jovem. Problemas de insônia o levam a uma rápida decadência física, e a procurar a cientista Sarah Roberts (Susan Sarandon), notória por desenvolver um estudo avançado sobre a relação entre sono, juventude e uma utópica imortalidade. Não apenas John cruza o caminho da doutora, mas também Miriam. Esse encontro dará origem a uma forte atração entre as duas. Continuar lendo Nostalgia: Fome de Viver

Bilheteria EUA 30 de outubro – 01 de novembro: Perdido em Marte segue líder. Novo filme de Sandra Bullock decepciona

Em fim de semana fraco em arrecadação, longa dirigido por Ridley Scott continua liderando em sua quinta semana em cartaz

perdidoemmarte_01
Fox

As estreias dos novos filmes protagonizados por Sandra Bullock (Especialista em Crise) e Bradley Cooper (Pegando Fogo) não foram capazes de frear o sucesso da ficção científica PERDIDO EM MARTE (The Martian). Dirigido por Ridley Scott e com MATT DAMON a frente do elenco, o filme arrecadou mais 11,40 milhões de dólares, ultrapassando a barreira dos US$ 180 milhões nos EUA. Maior sucesso de Scott desde Gladiador, e já segunda bilheteria mundial da carreira do realizador. Também em cartaz nos cinemas brasileiros, Perdido em Marte tem ainda no elenco Chiwetel Ejiofor, Jessica Chastain, Michael Peña, Jeff Daniels e Kate Mara. Continuar lendo Bilheteria EUA 30 de outubro – 01 de novembro: Perdido em Marte segue líder. Novo filme de Sandra Bullock decepciona

Cena em destaque: A primeira noite de Deckard e Rachael em Blade Runner

Deckard: “Sonhei com música.”

Rachael: “Não tinha certeza se sabia tocar. Eu me lembro das lições. Não sei se era eu ou a sobrinha de Tyrell.”

Deckard: “Você toca muito bem.”

Direção Ridley Scott. Com Harrison Ford e Sean Young / 1982

Cena em destaque: Os 31 anos de Blade Runner – O Caçador de Andróides

Roy Batty: “Eu vi coisas que os humanos não acreditariam. Naves sendo atacadas sob os ombros de Orion. Eu vi raios-C brilharem no escuro perto do portal de Tannhauser. Todos esses momentos ficarão perdidos no tempo como … lágrimas na chuva. Hora de morrer.”

Direção Ridley Scott Com Harrison Ford e Rutger Hauer / 1982

O Vingador do Futuro (2012)

Sony Pictures

A melhor maneira de assistir O VINGADOR DO FUTURO (Total Recall), nova versão do conto We Can Remember It for You Wholesale de Philip K. Dick, é não compará-la com o superior filme de Paul Verhoeven. Lançado nos cinemas em 1990, com Arnold Schwarzenegger e Sharon Stone nos papéis principais. A trama do remake se passa no final do século 21, acertadamente ambientada no mesmo mundo estético do clássico Blade Runner – O Caçador de Androides. O planeta foi dividido, em decorrência de uma guerra química, em duas super nações: União Federal Britânica – UFB e A Colônia (antiga Austrália), que travam entre si uma batalha por domínio de território e libertação, respectivamente.

o_vingador_do_futuro_02
Farrell volta às superproduções

Douglas Quaid (Colin Farrell), um homem comum que trabalha como operário em uma fábrica, tem sonhos constantes e inexplicáveis sobre revolução. Neles ele está acompanhado por uma mulher (Jessica Biel) aparentemente desconhecida. Entediado com seu cotidiano, Quaid decide sair da rotina ao visitar a empresa Rekall, responsável por proporcionar aos seus clientes uma vida momentânea, a partir de implantes de memórias. O operário decide ser um agente secreto nessa quebra de rotina, o inesperado acontece quando é descoberto que na verdade ele é um agente renegado do governo da UFB, em busca da libertação da Colônia. A partir desses acontecimentos, Quaid, que na verdade se chama Hauser, será caçado por Lori (Kate Beckinsale), que ele acreditava ser sua esposa, e ajudado pela mulher de seu sonho, Melina (Jessica Biel), até o embate inevitável que envolverá o chanceler Cohaagen (Bryan Cranston) e Mathias (Bill Nighy), líder da resistência.

O Vingador do Futuro têm três grandes trunfos: a ambientação futurista claramente influenciada por Blade Runner, as cenas de ação de Minority Report – A Nova Lei – também com Farrell, duas obras de Philip K. Dick, adaptadas em 1982 e 2002, respectivamente, por Ridley Scott e Steven Spielberg. Além das sequências externas da Colônia, com sua atmosfera chuvosa, elementos orientais e noir em sua fotografia, uma cena em particular chama a atenção. Quando Quaid/Hause busca pela “chave” em seu apartamento, e a encontra ao tocar no piano o terceiro movimento da sonata número 17 de Beethoven. Toda a sequência traz uma clara referência a um dos momentos mais marcantes de Blade Runner, quando Deckard (Harrison Ford) e Rachel (Sean Young) se beijam pela primeira vez. O terceiro destaque do longa fica por conta do protagonista, Colin Farrell. O ator que estava há alguns anos afastado das superproduções de Hollywood, retorna em grande forma. Sua atuação, tanto nas cenas dramáticas, quanto nas de ação, é acima da média. Um trabalho cuidadoso de composição de personagem e preparo físico, aliados a seu habitual carisma.

o_vingador_do_futuro_06
Kate Beckinsale é Lori

Como nem tudo é perfeito, o diretor Len Wiseman e seus roteiristas erraram, e muito, ao transformar Lori na principal perseguidora do herói, limando da trama o outro vilão, Richter. Em uma construção de personagem desastrosa, Kate Beckinsale, intérprete da personagem e mulher do diretor, teve sua pior atuação em anos, distante de seu bom momento no mundo da ação como a vampira Selene na série Underworld – Anjos da Noite. A atriz não soube dar o tom ambíguo e doce, que a personagem pedia. Em suas mãos Lori virou uma mulher insuportável, que se sumisse ao final do primeiro ato do filme, não faria a menor falta. Saudades da Lori de Sharon Stone. A outra presença feminina importante do longa, Jessica Biel, se saiu melhor como a revolucionária Melina. Não é um trabalho memorável, mas a atriz está extremamente bonita e vai bem nas sequências de ação.

o_vingador_do_futuro_07
Farrell e Jessica Biel em ação / Fotos: Divulgação – Sony Pictures

Merecem ser destacadas também as vertiginosas e bem executadas cenas de ação, que empolgam e deixam o espectador ligado durante todo o tempo, os efeitos especiais bem executados, além da boa trilha sonora composta por Harry Gregson-Williams, com elementos que parecem inspirados no clássico trabalho de Vangelis para Blade Runner. O Vingador do Futuro poderia ser um filme de ação como tantos outros que são lançados anualmente pelo cinema mainstream norte-americano. Entretanto, o longa sai do lugar comum por dar nova roupagem a obra de Philip K. Dick, e levá-la de forma acessível para uma nova geração de espectadores, que por algum motivo não tiveram contado com a versão original.

***

Em cartaz nos cinemas brasileiros.

Bilheteria EUA: Madagascar 3 lidera, mas Prometheus tem a melhor média do fim de semana

madagascar3_01
Paramount Pictures

Madagascar 3, nova animação da franquia da DreamWorks iniciada em 2005, como esperado foi o filme número 1 nos EUA. Com US$ 60,35 milhões arrecadados a produção ficou a frente da outra esperada estreia da semana, a ficção-cientifica Prometheus. O longa que marca a volta do diretor Ridley Scott ao universo da série Alien trinta e três anos depois, ficou com a segunda colocação com US$ 50 milhões arrecadados e uma média superior,  US$14,723, ao primeiro colocado, US$14,173, mesmo com censura R (18 anos) e menos salas do que a aventura colorida dos animais.

prometheus_01
Fox

Prometheus, que estreia no Brasil na próxima sexta-feira, tem como trama principal a busca de cientistas pela origem da humanidade, e isso deve estabelecer uma ponte de ligação ao clássico Alien – O Oitavo Passageiro, que Scott dirigiu em 1979. Noomi Rapace (Lisbeth Salander na versão sueca de Millenium – Os Homens Que Não Amavam As Mulheres), Michael Fassbender, Logan Marshall-Green, Idris Elba, Guy Pearce, Patrick Wilson e Charlize Theron como a misteriosa Meredith Vickers, em papel recusado por Angelina Jolie que preferiu se dedicar a Terras de Sangue e Mel, seu primeira longa-metragem como diretora, estrelam a requintada produção.

Confira as cinco maiores aberturas da carreira de Charlize Theron

1º Hancock (2001) – 62,60 / 2º Branca de Neve e o Caçador (2012) – 56,21 / 3º Prometheus (2012) – 50,00 / 4.º Uma Saída de Mestre (2003) – 19,45 / 5º Homens de Honra (2000) – 13,33

branca_de_neve_e_o_cacador_01
Universal Pictures

Caindo da primeira para a terceira posição, aparece a aventura épica Branca de Neve e o Caçador, outro longa estrelado pela bela Theron, que na pele da rainha má Ravenna rouba a cena da insonsa heroína interpretada pela péssima Kristen Stewart (Crepúsculo). Foram US$ 23 milhões em três dias e queda de 60% em relação a semana anterior. Curiosamente Jolie era também a primeira escolha dos produtores para interpretar a rainha má, mas a atriz preferiu dar vida a outra vilã clássica, a fada má Malévola do conto A Bela Adormecida em Maleficent, produção atualmente em estágio de filmagens e com estreia marcada para 2014. Completam o top 5 norte-americano MIB³ – Homens de Preto 3 e o sucesso do ano Os Vingadores – The Avengers.

Confira abaixo o Top 5 do fim de semana
Josh Brolin e Will Smith em MIB 3 / Divulgação – Sony

1º Madagascar 3 (Madagascar 3: Europe’s Most Wanted) – $60,35* – $60,35** – 135,85***

Prometheus – $50,00* – $50,00** – $141,50***

3º Branca de Neve e o Caçador (Snow White and the Hunstman) – $23,02* – $98,50** – $182,00***

4º MIB³ – Homens de Preto 3 (MIB3) – $13,50* – $135,50** – $487,60***

5º Os Vingadores – The Avengers (Marvel’s The Avengers) – $10,80* – $571,86** – 1,396,26***

* Bilheteria do fim de semana / ** Bilheteria total / *** Bilheteria Mundial

Fique de olho: Idris Elba

Divulgação

Rapper, cantor e sobretudo ator, Idris Elba atua desde 1994 na televisão e 1999 nos cinemas, o inglês de 39 anos vem chamando a atenção de diretores renomados como Ridley Scott e Guy Ritchie, e consequentemente vem ganhando oportunidades de mostrar seu trabalho ao grande público.

Vencedor do Globo de Ouro deste ano, como melhor ator em minissérie pela produção da BBC Luther, um drama policial, Idris teve sua primeira grande chance em 2002 em uma produção televisiva, a série da HBO A Escuta, da qual participou de três temporadas, até 2004. Três anos depois o ator apareceu em produções cinematográficas mainstream, como A Colheita do Mal, terror com Hilary Swank, a sequência Extermínio 2, o romance Daddy’s Little Girls e o drama de Ridley Scott O Gângster, produção indicada a dois prêmios Oscar e estrelada por Denzel Washington e Russell Crowe.

Em 2008 participou de Rock’n’Rolla – A Grande Roubada, bem sucedido thriller de Guy Ritchie protagonizado por Gerard Butler, e um ano depois protagonizou ao lado de Beyoncé e Ali Later o medíocre suspense Obsessiva, versão sem qualidade do clássico oitentista Atração Fatal. Mesmo sendo um dos piores filmes de 2009, Obsessiva foi um sucesso de bilheteria, principalmente nos EUA, arrecadando em sua bilheteria mundial US$ 74 milhões, contra um custo baixo de US$ 20 milhões. No mesmo ano participou de sete episódios da comédia televisa The Office.

Em cena do esperado Prometheus / Divulgação – Fox

Na sequência estrelou ao lado de Jeffrey Dean Morgan, Zoe Saldaña e Chris Evans da adaptação da HQ Os Perdedores, participou como ator convidado da comédia The Big C e ganhou o papel título em Luther, ambos os trabalhos renderam a ele indicações ao Emmy como melhor ator. Esteve também em Thor, com direção de Kenneth Branagh, e Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança, adaptações de personagens da Marvel Comics. Requisitado, Idris Elba têm projetos promissores a estrear: Prometheus, misterioso possível prequel de Alien O Oitavo Passageiro e que marca sua segunda colaboração com o diretor Ridley Scott, com Charlize Theron, Noomi Rapace e Michael Fassbender no elenco, e em fase de produção: com destaque para a aventura Pacific Rim dirigida por Guillermo del Toro e para a cinebiografica de Nelson Mandela, Long Walk to Freedom que o diretor Justin Chadwick (A Outra) prepara para 2014.

Prometheus estreia no Brasil em 15 de junho.

Angelina Jolie em novo filme do diretor Ridley Scott?

Divulgação

A atriz esteve ocupada por dois anos na produção de Na Terra de Amor e Ódio, sua estreia na direção de um longa-metragem

Longe da atuação desde 2010, quando interpretou a femme fatale Elise no sucesso de bilheteria O Turista, Angelina Jolie negocia seu retorno aos cinemas no suspense dramático The Counselor. A produção será dirigida por Ridley Scott a partir de  junho deste ano, com roteiro original de Cormac McCarthy, autor dos livros que originaram os longas Onde os Fracos não Têm Vez e A Estrada.

A trama é estrelada por Michael Fassbender (Shame). O ator vive um advogado que se envolve com tráfico de drogas e precisa lidar com as consequências de sua decisão. O que inclui lutar por sua sobrevivência. Javier Bardem, o antagonista, Brad Pitt e Penélope Cruz também estão no elenco.

Jolie protagonizará Malévola para a Disney, longa que adapta o conto A Bela Adormecida a partir do ponto de vista da antagonista. Chega aos cinemas em 2014. Outros projetos da atriz em desenvolvimento são Gertude Bell, cinebiografia dirigida por Ridley Scott, o épico Cleópatra com David Fincher, e a sequência Salt 2.

Atualização – 09 de maio

Por conflitos de agenda Angelina Jolie deixou o elenco de The Conselour ainda na fase de negociações. As filmagens do novo longa dirigido por Ridley Scott acontecerão a partir de junho, mesma data de início de Malévola. Por ser impossível assumir os dois projetos, a atriz deixou o longa de Scott. Segundo informações do site IMDB, Cameron Diaz deve ficar com o papel

The Conselour tem estreia prevista para 2013 nos cinemas norte-americanos.