Nostalgia: Fome de Viver

Fotos – Warner

Pela eternidade Miriam Blaylock colecionou amores, os substituindo a medida que a juventude deles se perdia. Protagonista de Fome de Viver, a personagem imortal – nunca chamada de vampira ao longo do filme -, ganhou a representação icônica da musa francesa Catherine Deneuve. Pertencente a uma linhagem egípcia, Miriam – que para todo o sempre manteve sua beleza -, tem a companhia de John Blaylock, interpretado pelo saudoso ícone pop David Bowie, falecido em 10 de janeiro de 2016. Transformado por Miriam, ele precisa dormir por seis horas e se alimentar de sangue humano uma vez por semana para permanecer jovem. Problemas de insônia o levam a uma rápida decadência física, e a procurar a cientista Sarah Roberts (Susan Sarandon), notória por desenvolver um estudo avançado sobre a relação entre sono, juventude e uma utópica imortalidade. Não apenas John cruza o caminho da doutora, mas também Miriam. Esse encontro dará origem a uma forte atração entre as duas. Continuar lendo Nostalgia: Fome de Viver

Anúncios

Bilheteria EUA 15 – 17 de maio: Comédia A Escolha Perfeita 2 supera Mad Max: Estrada da Fúria

a_escolha_perfeita_2_01
A Escolha Perfeita 2: força feminina nas bilheterias / Divulgação – Universal Pictures

Aclamado de forma quase unânime pelo críticos norte-americanos e ovacionado em exibição fora de competição no Festival de Cannes, MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (Mad Max: Fury Road) não teve forças para derrotar a comédia musical A ESCOLHA PERFEITA 2 (Pitch Perfect 2) no box-office dos Estados Unidos neste fim de semana. Com bons números – 45,42 milhões de dólares, a ação pós-apocalíptica do diretor George Miller estreou na 2ª posição, com A Escolha Perfeita 2 na ponta com impressionantes US$ 69,21 milhões. Com direção da também atriz Elizabeth Banks (Effie Trickets na série Jogos Vorazes), a trama acompanha as cantoras a cappella do Barden Bellas, lideradas por Beca (Anna Kendrick), em um torneio musical mundial. Estreia no Brasil em 11 de junho.

Continuar lendo Bilheteria EUA 15 – 17 de maio: Comédia A Escolha Perfeita 2 supera Mad Max: Estrada da Fúria

Nostalgia: Mel Gibson, Tina Turner e os 30 anos de Mad Max – Além da Cúpula do Trovão

tomhardy_melgibson_madmax_01
Mel Gibson e Tom Hardy na pré-estreia de Mad Max: Estrada da Fúria / Foto: Divulgação

Na próxima quinta-feira, 14 de maio, MAD MAX: ESTRADA DA FÚRIA (Mad Max: Fury Road) chega cercado de expectativas aos cinemas brasileiros. Quarto filme da série Mad Max e primeiro sem MEL GIBSON no papel principal, agora é TOM HARDY quem interpreta Max Rockatansky. Ex-policial rodoviário que perdeu a esposa e o filho pelas mãos de uma gangue de motociclistas no primeiro Mad Max que George Miller escreveu e dirigiu na Austrália em 1979. Assim como o segundo episódio da série, Mad Max 2 – A Caçada Continua de 81, Estrada da Fúria apresenta Max (Hardy) mais uma vez em meio a gangues no futuro pós-apocalíptico. Tendo como aliada Charlize Theron na pele da Imperatriz Furiosa.

Continuar lendo Nostalgia: Mel Gibson, Tina Turner e os 30 anos de Mad Max – Além da Cúpula do Trovão

Bilheteria EUA: Terceiro Batman ofusca estreia da nova versão de O Vingador do Futuro

Fotos: Warner / Sony Pictures

Em sua terceira semana em cartaz nos cinemas norte-americanos Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge continua no topo das bilheterias. O longa que marca o fim da trilogia dirigida por Christopher Nolan, iniciada em 2005 com Batman Begins, arrecadou US$ 35,73 milhões no fim de semana. A irregular trama que mostra a queda do homem-morcego e a ascensão do terrorista Bane em uma Gotham sitiada, tem no elenco Christan Bale, Tom Hardy, Anne Hathaway, Michael Caine, Gary Oldman, Morgan Freeman e Marion Cotillard.

O sucesso de Ressurge, ofuscou a principal estreia da semana: O Vingador do Futuro. Remake do clássico homônimo estrelado por Arnold Schwarzenegger e dirigido por Paul Verhoeven em 1990, o novo longa é protagonizado por Colin Farrell como Douglas Quaid e traz algumas diferenças em relação a trama do filme dos anos 90, baseado no conto We Can Remember It for You Wholesale de Philip K. Dick (Blade Runner). A conspiração envolvendo o planeta Marte é substituída pela disputa de duas super-nações originarias de uma 3ª Guerra Mundial: União Federal Britânica e A Colônia (antiga Austrália) e, a junção de dois personagens do filme original: Richter (Michael Ironsider) foi limado da trama e sua linha narrativa como principal perseguidor de Quaid transferida para Lori (Sharon Stone), que na nova versão ganha as curvas de Kate Beckinsale, mulher do diretor Len Wiseman (Anjos da Noite: Underworld/Duro de Matar 4.0), realizador da nova adaptação.

Mal recebido pela crítica e com um orçamento inflado de US$ 125 milhões, o novo O Vingador do Futuro teve uma estreia tímida no “box office”, com apenas US$ 25,57 milhões. Muito longe do sucesso do filme original, que em 1990 em seu lançamento arrecadou US$ 25,53, que em números ajustados equivalem a US$ 48,41 milhões. O remake, que traz no elenco também Jessica Biel, Bryan Cranston, Biel Nighy e Ethan Hawke, estreia no Brasil em 17 de agosto.

Sony Pictures

Maiores aberturas de filmes com Colin Farrell

1º Demolidor – O Homem sem Medo (2003) – 40,31 / 2º S.W.A.T – Comando Especial (2003) – 37,06 / 3º Minority Report – A Nova Lei (2002) – 35,67 / 4º Quero Matar Meu Chefe (2011) – 28,30 / 5º Miami Vice (2006) – 25,72

Ainda no top 5 norte-americano aparecem a comédia Diário de um Banana: Dias de CãoA Era do Gelo 4, terceira sequência da animação e a nova comédia de Ben Stiller e Vince Vaugh, The Watch.

Confira abaixo o Top 5 do fim de semana

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises) – $35,73* – $353,93** – $732,33***

2º O Vingador do Futuro (Total Recall) – $25,57* – $25,57** – $31,77***

3º Diário de um Banana: Dias de Cão (Diary of a Wimpy Kid: Dog Days) – $14,62* – $14,62**

4º A Era do Gelo 4 (Ice Age: Continental Drift) – $8,60* – $132,07** – $716,07***

Watch – $6,52* – $25,54**

* Bilheteria do fim de semana / ** Bilheteria total / *** Bilheteria Mundial

Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Warner

“Há uma tempestade a caminho…” 

A frase acima é proferida por Selina Kyle (Anne Hathaway) a Bruce Wayne (Christian Bale) em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, última parte da aclamada trilogia dirigida por Christopher Nolan. Em uma frase, Selina resume tudo o que acontecerá com Gotham nos meses que se seguirão. Caos e terror novamente serão instaurados na cidade, agora tendo como representação máxima na figura imponente do mercenário Bane (Tom Hardy). Um antigo membro da Liga das Sombras, Bane, assim como Ra’s al Ghul (Liam Neeson) em Batman Begins, pretende instaurar uma nova ordem em Gotham. Todo esse movimento força Bruce a deixar seu retiro de oito anos, após os eventos vistos no longa anterior, envolvendo o Coringa (o saudoso Heath Ledger) e Harvey Dent/Duas-Caras (Aaron Eckhart). Os responsáveis por motivar o homem-morcego a retomar seu manto são a manipuladora Selina, a Mulher-Gato, e o obstinado policial novato John Blake (Joseph Gordon-Levitt).

Claramente influenciado por arcos de HQ famosas de Batman como A Queda do Morcego, Terremoto, Terra de Ninguém e O Cavaleiro das Trevas de Frank Miller, Nolan amplia a escalada de caos, tensão e melancolia ao concluir sua trilogia com os acertos habituais e alguns equívocos, como o excesso de personagens e sub-tramas mal desenvolvidas. Christian Bale tem seu grande momento na saga, entregando sua melhor atuação na pele do herói. Gary Oldman, Michael Caine e Morgan Freeman, os outros membros remanescentes do elenco, também estão em grandes momentos, em especial Caine que tem as cenas mais sensíveis e emotivas. Seguramente, Batman é o personagem de HQ que possui os melhores e mais variados vilões. Bane, que fez sua primeira aparição em 1993 na revista Batman: The Vengeance of Bane, sempre representou uma real ameaça física ao herói, o que se mantém em sua adaptação cinematográfica. Tom Hardy, em segunda colaboração com Nolan, construiu o vilão com detalhes que vão além da força física e caracterização, o ator se empenhou na composição do personagem, com uma excelente expressão corporal e timbre de voz. Seu Bane é verdadeiramente ameaçador.

Warner

A Mulher-Gato nunca foi verdadeiramente uma vilã cruel, ela sempre oscilou entre o bem e o mal. Selina quer se dar bem acima de tudo, mesmo que para isso tenha que passar por cima de qualquer um. Essa personalidade foi o caminho seguido por Anne Hathaway ao entregar a versão da personagem no mundo imaginado por Nolan. De todo o elenco, a tarefa de Anne era a mais difícil, a de “recriar” uma personagem que se transformou em ícone cinematográfico quando vivida de forma brilhante e definitiva por Michelle Pfeiffer em Batman – O Retorno, de 1992. Hathaway acertou, mesmo não se igualando ou superando a versão de Pfeiffer, sua Mulher-Gato é sensual, manipuladora, ambígua e carismática na medida exata. Uma pena não ter mais tempo em cena, ficou um gosto de quero mais. A outra nova presença feminina no longa é a sempre competente atriz francesa Marion Cotillard, como Miranda Tate, que na verdade é a real identidade de Talia al Ghul, filha de Ra’s, sua sucessora na Liga das Sombras e consequentemente parceira de Bane no plano de destruição de Gotham. Terminando o que seu pai não conseguiu finalizar em Begins. Curiosamente, de todos do elenco, Marion é quem tem a atuação menos memorável por conta do fraco desenvolvimento de sua personagem ao longo da narrativa.

Fechando o quarteto de novas caras aparece Joseph Gordon-Levitt, em sua segunda parceria com Nolan, a outra foi em A Origem. Talentoso, Levitt soube dar profundidade e complexidade ao policial novato John Blake, que funciona na trama como um parceiro informal do homem-morcego. Ao fim da projeção é revelado seu primeiro nome: Robin. Foi um presente de Nolan aos fãs, que podem interpretar essa informação da maneira como ela fizer sentido, levando em conta sua percepção pessoal. Seria John Blake uma versão de Dick Grayson no universo Nolan? Certamente! Não faria sentido apresentar as outras faces do personagem Robin, como Jason Todd ou Tim Drake, passando por cima de toda a importância que Dick representa para o Universo DC. Além do que, a cena final de Ressurge, dá a entender que John, nome do meio de Dick nas HQ, dará continuidade ao trabalho de vigilante de Bruce, sendo ele o novo Batman, como já aconteceu nos “quadrinhos”, ou mesmo adotando o nome Asa Noturna, atual identidade do personagem. John também pode ser interpretado como a junção das três personalidades dos Robins clássicos: Dick, Jason e Tim.

Warner

Ao fim de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, temos a certeza de que o filme é inferior aos dois primeiros capítulos da saga. Entretanto, mantém coerência e respeito na conclusão da história iniciada em 2005 com Begins. Uma direção segura – porém fria, algo já habitual na filmografia de Nolan, trilha sonora inspirada, cortesia de Hans Zimmer, ótimas atuações, e pelos menos três sequências acima da média: a primeira aparição de Selina disfarçada de copeira e posteriormente desmascarada por Bruce, o embate épico de Bane e Batman nos esgotos de Gotham terminado com o vilão quebrando uma vértebra da coluna do herói, semelhante ao que foi visto em A Queda do Morcego, e a primeira aparição do homem-morcego nas ruas da cidade sendo perseguido por polícias como na HQ O Cavaleiro das Trevas. Junta-se a isso um final feliz e inesperado de Bruce e Selina em Florença, que segundo algumas teorias, seria fruto da imaginação de Alfred. Acredito na primeira opção, foi realidade.

Ressurge está em cartaz nos cinemas.

Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises, EUA, 2012) De Christopher Nolan. Com Christian Bale, Tom Hardy, Anne Hathaway, Michael Caine, Joseph Gordon-Levitt, Gary Oldman, Liam Neeson, Cillian Murphy e Marion Cotillard. 164 minutos. Warner. Cotação: Bom

Bilheteria EUA: Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Warner

Como esperado Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge, última parte da trilogia do homem-morcego sob o comando do diretor Christopher Nolan, liderou com facilidade o box office norte-americano em seu final de semana de estreia. Com satisfatórios US$ 160,88 milhões, a produção superou a abertura dos filmes anteriores: Batman Begins, US$ 48, 74 em 2005, e Batman – O Cavaleiro das Trevas, US$ 158,41 em 2008, mas ficou atrás em comparação ao sucesso da rival Marvel, Os Vingadores, que arrecadou US$ 207,43 quando estreou em maio.

A trama de Ressurge acontece oito anos após os eventos mostrados no filme anterior, Batman (Christian Bale) está desaparecido após assumir  a responsabilidade pela morte de Harvey Dent/Duas-Caras (Aaron Eckhart). Esse breve momento de tranquilidade é interrompido quando Gotham é mais uma vez ameaçada por uma nova escala de terror, materializada na figura ameaçadora do terrorista mascarado Bane (Tom Hardy). A aparição do vilão força Bruce Wayne a retomar o manto do homem-morcego, ao mesmo tempo que se envolve com a misteriosa e ambígua Selina Kyle (Anne Hathaway), a sinuosa Mulher-Gato.

Completam o elenco Gary Oldman (Comissário Gordon), Joseph Gordon-Levitt (John Blake), Marion Cotillard (Miranda Tate), Michael Caine (Alfred), Morgan Freeman (Lucius Fux) Cilian Murphy (Espantalho) e Liam Neeson (R’as al Ghul). O longa, que foi aclamado pela crítica norte-americana, chega aos cinemas brasileiros nesta sexta-feira.

Warner

Maiores aberturas de adaptações de personagens DC Comics nos cinemas

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (2012) – 160,88 / 2º Batman – O Cavaleiro das Trevas (2008) – 158,41 / 3º Watchmen (2009) – 55,21 / 4º Lanterna Verde (2011) – 53,17 / 5º Batman Eternamente (1995) – 52,78

Ainda no top 5 norte-americano aparecem a animação A Era do Gelo 4, O Espetacular Homem-Aranha, reboot das aventuras do herói da Marvel, a comédia adulta Ted com Mark Wahlberg e Valente, nova animação Disney/Pixar.

Confira abaixo o Top 5 do fim de semana

1º Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (The Dark Knight Rises) – $160,88* – $160,88** – $268,38***

2º A Era do Gelo 4 (Ice Age: Continental Drift) – $20,41* – $88,84** – $529,32***

3º O Espetacular Homem-Aranha (The Amazing Spider-Man) – $10,88* – $228,61** – $614,61

4º Ted – $10,01* – $180,43** – $219,90***

5º Valente (Brave) – $6,02* – $208,77** – $279,27

* Bilheteria do fim de semana / ** Bilheteria total / *** Bilheteria Mundial

Mulher-Gato de Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge é revelada

Após divulgar ontem a primeira imagem oficial do novo Superman (Henry Cavill), a Warner Bros. mostra ao público o visual, ou parte dele, de Anne Hathaway como a Mulher-Gato em Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge .  

A icônica Mulher-Gato aparece sem suas características orelhas de gato na primeira imagem oficial de Anne Hathaway em Batman 3 / Divulgação – Warner

Christopher Nolan comanda a terceira parte da trilogia do homem-morcego, interpretado novamente por Christian Bale. No elenco estão também Tom Hardy como o vilão anabolizado Bane, além de Michael Caine, Gary Oldman e Morgan Freeman que retornam respectivamente como Alfred, Comissário Gordon e Lucius Fox. Marion Cotillard, que foi dirigida por Nolan no sucesso A Origem, vive Miranda Tate, que segundo especulações seria o disfarce da vilã Tália al Ghul, filha de R’as al Ghul (Liam Neeson).

Leia também: Anne Hathaway é a nova Mulher-Gato em Batman 3

Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge chega aos cinemas brasileiros em 27 de julho de 2012.

Primeira imagem oficial do terceiro Batman é liberada

O vilão Bane, interpretado por Tom Hardy, chega acompanhado pela frase “The Fire Rise” (“O Fogo Ascende”) , dando início a campanha viral de divulgação no site oficial de Batman: The Dark Knight Rises.

Tom Hardy como o ameaçador Bane. / Divulgação - Warner

As filmagens seguem sob o comando de Christopher Nolan até novembro deste ano, com estréia mundial marcada para 20 de julho de 2012. Além de Hardy, estão no elenco Christian Bale, Anne Hathaway, Morgan Freeman, Gary Oldman, Michael Caine, Joseph Gordon-Levitt e Marion Cotillard.

Fique de Olho: Tom Hardy

Ator viverá o vilão Bane em The Dark Knight Rises

A revelação de A Origem
Warner

O inglês Tom Hardy ficou conhecido do público internacional no ano passado ao ganhar um papel importante no sucesso A Origem, filme dirigido pelo festejado Christopher Nolan. Sua estreia como ator aconteceu há dez anos na minissérie da HBO Band of Brothers. Vencedora de seis prêmios Emmy, a série foi produzida por Steven Spielberg e Tom Hanks. A estréia nos cinemas aconteceu em outra produção de guerra, Falcão Negro em Perigo do diretor Ridley Scott, lançada em 2001. Na sequência foi o vilão do mal sucedido Star Trek Nemesis e começou a atuar em filmes independentes como Jogo de Sedução com Gael Garcia Bernal e Nem Tudo é o Que Parece com Daniel Craig em fase pré-James Bond.

Após participar de produções britânicas para a televisão, Hardy voltou aos cinemas, com destaque para duas produções: Maria Antonieta de Sofia Coppola e Rock’n’Rolla – A Grande Roubada de Guy Ritchie. Porém sua grande chance viria em 2008 no filme britânico Bronson, sobre a controversa vida de Michael Peterson, que ficou preso durante 30 anos numa solitária. Durante esse período desenvolveu um alter-ego, Charles Bronson, considerado um dos mais perigosos presos da Inglaterra. Por seu desempenho no longa Tom Hardy recebeu diversas críticas positivas que resultaram no prêmio de melhor ator no British Independent Awards em 2009 e na escalação para um papel coadjuvante importante na superprodução A Origem que Christopher Nolan estava preparando com Leonardo DiCaprio como protagonista.

Rumo ao pote de ouro

Seu elogiado trabalho em Bronson e uma ilustração do vilão Bane
Seu elogiado trabalho em Bronson e uma ilustração do vilão Bane / Fotos – Divulgação

Sucesso de crítica e bilheteria A Origem garantiu a Tom Hardy o BAFTA de ator revelação e papéis principais em longas promissores como o drama de boxe Warrior, a comédia de ação This Means Wars com Reese Witherspoon e Chris Pine (Star Trek) e o drama em desenvolvimento The Wettest Country in the World. Porém de todos os projetos o mais esperado certamente é Batman: The Dark Knight Rises, nova aventura do homem-morcego estrelada por Christian Bale e dirigida por Christopher Nolan. Com estréia marcada para 22 de junho de 2012 o longa trará Anne Hathaway e Tom Hardy como as ameaças principais: Mulher-Gato e Bane. Será uma grande oportunidade para o público conhecer o vilão que nos anos 90 ganhou notoriedade ao deixar Batman paralítico. Bane foi pessimamente adaptado para os cinemas em 1997 no famigerado longa de Joel Schumacher Batman & Robin, Nolan terá a chance de eternizar na tela grande a figura do ameaçador vilão e também de transformar Tom Hardy em astro.